Selo Verde Empresa Certificada ISO 9001
Acesse também:
Fone:
+55 (16) 3513-2300

Ipea registra recuo de 2% nos investimentos em dezembro

Imagem retirada de https://udop.com.br/noticia/2020/2/7/ipea-registra-recuo-de-2-nos-investimentos-em-dezembro.html Imagem retirada de https://udop.com.br/noticia/2020/2/7/ipea-registra-recuo-de-2-nos-investimentos-em-dezembro.html

Investimentos recuaram 2% em dezembro de 2019 no Brasil, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O recuo, em relação a novembro, foi verificado no chamado Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que mede os investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação do seu estoque de capital fixo.

O mesmo comportamento foi observado no acumulado do quarto trimestre de 2019, que fechou com retração de 2,7%. Em dezembro, os investimentos de máquinas e equipamentos tiveram retração de 6,8%. A construção civil teve variação negativa de 1,6% e os outros ativos fixos, queda de 1,2%.

A comparação refere-se aos números dessazonalizados, ou seja, excluindo-se a influência de determinados fatores de épocas do ano na economia. Com isso, é possível comparar os resultados obtidos em meses distintos. O FBCF é calculado pelo investimento feito em três segmentos: máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos.

Acumulado
No acumulado em doze meses, os investimentos encerraram o ano de 2019 com avanço de 2,1% e a demanda interna por máquinas e equipamentos com alta de 3,1%. Os investimentos por meio de construção civil fecharam o ano passado com alta de 0,5%, esse foi o primeiro resultado positivo nessa base de comparação desde 2013.

Na comparação com dezembro de 2018, o FBCF registrou queda de 2,2%. Na avaliação por segmento, na comparação com dezembro de 2018, o desempenho negativo foi bastante disseminado. Enquanto a construção civil recuou 3,7%, máquinas e equipamentos tiveram retração de 1,7%. Apenas os outros ativos fixos tiveram desempenho positivo: cresceram 1,7%.

fonte: Udop, com informações da Agência Brasil (editada por Liliane Farias)