Selo Verde Empresa Certificada ISO 9001
Acesse também:
Fone:
+55 (16) 3513-2300

PIB da indústria sobe 0,4% ante 2º tri e avança 0,8% ante 3º tri de 2017

Imagem: SXC Imagem: SXC

O Produto Interno Bruto (PIB) da indústria subiu 0,4% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que anunciou nesta sexta-feira, 30, os resultados das Contas Nacionais Trimestrais.

Na comparação com o terceiro trimestre de 2017, o PIB da indústria mostrou alta de 0,8%.

Agropecuária
O PIB da agropecuária subiu 0,7% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano. Na comparação com o terceiro trimestre de 2017, o PIB da agropecuária mostrou alta de 2,5%.

Serviços
O PIB da atividade de serviços teve crescimento de 0,5% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano. Na comparação com o terceiro trimestre de 2017, o PIB de serviços mostrou alta de 1,2%.

Construção
A construção encolheu 1,0% no terceiro trimestre de 2018 ante o terceiro trimestre de 2017, impedindo uma alta maior no PIB industrial do período, que subiu 0,8%.

Houve crescimento disseminado, entretanto, entre as demais atividades industriais. A indústria de transformação subiu 1,6% no terceiro trimestre de 2018 ante o terceiro trimestre de 2017, as indústrias extrativas avançaram 0,7%. Já a produção e distribuição de eletricidade, gás e água aumentou 0,5%.

Transporte
O setor de Transporte, armazenagem e correio cresceu 2,6% no terceiro trimestre de 2018 ante o segundo trimestre do ano.

Comércio
O comércio cresceu 1,1% no período, enquanto a indústria de transformação avançou 0,8%. As atividades imobiliárias tiveram avanço de 1,0%, as indústrias extrativas registraram aumento de 0,7%, e a construção subiu 0,7%.

Outras atividades
As atividades imobiliárias cresceram 3,2% no terceiro trimestre de 2018 ante o terceiro trimestre de 2017.

O grupo transporte, armazenagem e correio avançou 2,9% no período, enquanto o comércio teve expansão de 1,6%.

O segmento de informação e comunicação registrou alta de 1,1%. As atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados tiveram elevação de 1,0% no período.

fonte: O Estado de Minas